Por Que as Gravadoras estão Quebrando?

Qualquer um consegue perceber que as mudanças no mercado musical são profundas. Há uma percepção de que as grandes gravadoras estão mal das pernas sem encontrar um caminho alternativo às vendas de CDs, que caem dia após dia.

Clique Aqui e baixe o ebook

Mas será que se trata apenas de uma crise passageira? Será que as grandes gravadoras encontrarão um caminho pra sair dessa encruzilhada?

É sobre isso que vamos conversar nesse artigo… e já te aviso que o problema é muito mais sério do que parece na superfície. E se você ainda alimenta aquele sonho de “ser descoberto”, as notícias são muito ruins.

Vamos Analisar Porque as Grandes Gravadoras estão Quebrando…

Então vamos começar entendendo como sempre funcionaram as grandes gravadoras…

A oferta principal das gravadoras eram os grandes hits (e tentativas de hits)…

Modelo de Negócios Grandes Gravadoras - OFERTA

Esses hits eram divulgados para o mercado de massa. O objetivo era alcançar o máximo possível de pessoas

Modelo de Negócios Grandes Gravadoras - CLIENTES

Isso era feito através das redes de lojas de discos, rádios, TV’s, e mesmo através de canais online…

Modelo de Negócios Grandes Gravadoras - CANAIS

A maioria dos artistas contratados vendia pouco e as vendas se concentravam em algumas “estrelas” que geravam muitas vendas de discos, receita com merchandising, além de shows e turnês.

Modelo de Negócios Grandes Gravadoras - RECEITAS

As principais atividades das gravadoras eram a promoção e marketing dos artistas contratados e a busca por encontrar e desenvolver novos talentos…

Modelo de Negócios Grandes Gravadoras - AÇÕES CHAVE

Os recursos principais das gravadoras eram o portfólio de artistas e direitos autorais sobre as músicas produzidas…

Modelo de Negócios Grandes Gravadoras - RECURSOS

Para fazer essa roda girar, as gravadoras firmavam parcerias com empresas com interesse em merchandising e com os canais de distribuição de mídia…

Modelo de Negócios Grandes Gravadoras - PARCERIAS

Os custos principais gerados por todo esse sistema eram a promoção e marketing, pagamento de royalties aos artistas contratados, e os investimentos iniciais em novos talentos, antes que começassem a dar resultado

Modelo de Negócios Grandes Gravadoras - CUSTOS

Esse é a visão geral do modelo que sempre funcionou para as grandes gravadoras…

Modelo de Negócios Grandes Gravadoras

Se tentarmos destrinchar mais, podemos encontrar outros detalhes. Mas acredito que vai concordar comigo que o essencial está aí.

Bom, agora vamos ver o que aconteceu nos últimos anos

O primeiro “problema” enfrentado foi algo controverso. Não vou entrar agora no debate sobre a pirataria… mas o fato é que ela afetou o modelo de negócios das gravadoras.

Um dos pilares das gravadoras eram os direitos autorais das músicas. A pirataria afetou isso de forma irreversível com a difusão do download através do napster e outras plataformas…

Grandes Gravadoras Quebrando - Direitos Autorais

Com a chegada do iTunes, a lógica da venda de discos também foi quebrada. Agora as pessoas podiam comprar apenas aquela música da qual gostavam, sem serem obrigadas a comprar todo o disco por causa de apenas uma faixa…

Grandes Gravadoras Quebrando - Vendas de CDs

E com o crescimento do Youtube e outras mídias sociais, as gravadoras perderam o monopólio da atenção do público. Agora qualquer um pode colocar suas músicas online e chegar aos ouvidos do público…

Grandes Gravadoras Quebrando - Monopólio da Mídia

O relacionamento direto com o cliente nunca existiu por parte das gravadoras. O único contato era através dos pontos de venda ou mídia.

Hoje há uma crescente necessidade desse tipo de relacionamento. Por isso a presença nas Redes Sociais e a efetiva relação direta com o público tem uma importância cada dia maior nas vendas. E as gravadoras não fazem a menor ideia de como se comportar nesse meio.

Grandes Gravadoras Quebrando - Relacionamento Cliente

Hoje o mercado está totalmente diferente. Os hits não satisfazem mais. A atenção das pessoas está mais pulverizada e os mercados de pequenos nichos ganham força. Isso acontece em vários mercados, inclusive na música. O efeito disso é que os hits e grandes “estrelas” não tem o mesmo apelo…

Grandes Gravadoras Quebrando - Oferta

Os custos de marketing e promoção continuam crescendo. Com menos vendas dos grandes artistas, falta dinheiro para bancar os passos iniciais de novos talentos. Num contexto de queda geral nas vendas, a estrutura de custos começa a ter um peso muito maior.

Grandes Gravadoras Quebrando - Estrutura de Custos

Sem saber exatamente como fazer dinheiro nesse contexto, passa a não valer mais a pena buscar talentos brutos para serem desenvolvidos…

Grandes Gravadoras Quebrando - Descoberta de Talentos

Quando se observa o quadro geral, percebe-se como o modelo recebeu ataques de absolutamente todos os lados

Grandes Gravadoras Quebrando - Modelo Explodiu

Ou seja, foram abalados todos os principais fundamentos em que se sustentavam as grandes gravadoras. Por isso, se hoje ainda não podemos dizer que elas morreram, fica cada dia mais claro que estão respirando por aparelhos.

E os artistas independentes?

Talvez você olhe pra tudo isso e pense que é apenas um problema das grandes gravadoras… afinal, você é um artista independente e não sofre os mesmos problemas, você já está usando a internet pra construir sua carreira, certo?

Aí eu te faço uma pergunta: sua principal fonte de renda vem de shows? Se tem alguma outra fonte de receita, ela é considerável, ou não chega perto do que ganha com os shows?

Se após responder a essas perguntas você chegar à conclusão que suas receitas dependem dos shows, então sinal de alerta

Lembra que a receita das grandes gravadoras era com Shows & Turnês, Vendas de CD’s e Merchandising?

Modelo de Negócios Grandes Gravadoras - RECEITAS

Pois é, mesmo com esses 3 pilares, elas não estão conseguindo se sustentar. E você está tentando fazer funcionar um modelo ainda mais fraco, que se baseia em apenas 1 pilar…

Um novo caminho…

O que poucos estão buscando é um novo caminho dentro desse novo contexto. A maioria ainda está perdida, tentando fazer as mesmas coisas, seguindo receitas que um dia funcionaram, mas num mundo completamente diferente.

A verdade é que existe um caminho possível para se construir uma carreira sustentável e independente. O Viver de Rock foi criado exatamente para ajudar músicos a viverem de Rock’n’Roll. E não estou falando de tocar cover em barzinho pra pagar as contas…

Estou falando da possibilidade de criar fontes de renda reais e estáveis a partir de sua música autoral!

E você, acredita que isso é possível? Gostaria de alcançar isso em sua carreira? Deixe sua mensagem me dizendo o que pensa… vai ajudar a continuarmos essa conversa nos próximos posts.

Um grande abraço…

Elton Morais
Elton Morais
Elton é baterista e copywriter profissional e criou o Viver de Rock para ajudar bandas a tornarem a carreira de músicas próprias viável financeiramente e viverem pra compor e tocar Rock’n’Roll. Saiba mais...

Deixe seu comentário:

2 comentários
SEBASTIAO FERRAZ RIBEIRO says

ESTOU TESTANDO MEUS DOTES DE COMPOSITOR E VEJO QUE HÁ MUITOS FESTIVAIS DE MUSICAS NAS CIDADES MAS,POREM SÓ PARA AVALIAÇAO DE INTÉRPRETES QUE PARTICIPAM CANTANDO MUSICAS JÁ GRAVADAS. SERIA BOM PARA OS COMPOSITORES QUE HOUVESSE UM FESTIVAL ONDE SERA JULGADO TAMBÉM A MUSICA PARA DAI ENTÃO DAR ESPAÇO AOS NOVOS COMPOSITORES QUE CONTRATARIAM UM INTÉRPRETE PARA APRESENTAR SUA CRIAÇÃO.

Reply
Marcos says

Muito bom Elton.Gostaria que você falasse mais sobre a tendência e as alternativas para os novos artistas.
Um abraço.

Reply
Deixe sua resposta